Galiza ganha em trainha feminina, mas num marco de descarada desigualdade de género

O passado domingo dia 7 de Julho, a trainha galega ganhava o Trofeu da Federaçom Espanhola, na localidade de Castro Urdiales. As galegas superarom com facilidade às vascas de Getaria e Pasaidonibane.

A trainha da Galiza, chamada oficialmente “Rias Baixas”, distanciou-se já na saida das suas rivais. Ainda que as vascas de Getaria aguantarom o ritmo durante um bom rato, no terceiro giro já ficarom descolgadas, permitindo-lhe às galegas ganhar com um tempo de 22:38.74. Finalmente a trainha vasca chegou cumha desvantagem de 22 segundos.

Mas, detrás da alegria do triunfo está a raiva da desigualdade respeito à competiçom masculina. «Nom nos deron nem bandeira, as medalhas as que lhes sobrarom aos homes e, por suposto nem um euro», lamentou o técnico Beni Silva ao seu regresso de Castro Urdiales.

No caso do Trofeu masculino, a trainha ganhadora acadou um premio em metálico de 44.000 euros. As mulheres nom só nom receberom um trato discriminatório ao nom receber umha recompensa económica, se nom que o desprecio chegou mais alá, dando-lhes até umhas medalhas que ficavam de sobra do premio masculino, feito que se fai comum em muitas competiçons oficiais de outros desportos.

Desde Siareir@s Galeg@s condenamos a umha Federaçom que nom só nega o dereito das naçons a competir, se nom que também deixa as mulheres continuamente num segundo plano. A Constituçom Espanhola proíbe discriminaçons, mas cada dia parece que se fam mais patentes na sociedade por parte dos que mais a defendem. É de justiça que homes e mulheres percebamos a mesma recompensa por um mesmo trabalho, mas nom parece ser assim para a Federaçom Espanhola de Remo.

Parabéns as galegas polo triunfo acadado, que deixa, umha vez mais as remeiras galegas no mais alto, demonstrando o grande potencial desportivo que tem o nosso país.

This entry was posted in Notícias. Bookmark the permalink.