Justiça para Ezequiel Mosquera

Um ano e 48 dias depois de quea UCI notificara uns resultados analíticos anormais (presença de Hidroxietil almidom) para a o ciclista de Teu Ezequiel Mosquera, o Comité de Competiçom da Federaçom Espanhola de Ciclismo fixo firme a sua sentencia de dous anos de suspensom.

Se temos em conta que esta nom é nengumha sustância ilegal, sempre que se atope soa (já que funcionaria como mascarador de outras substâncias consideradas dopagem) e que nom se clarificou a sua procedência, podemos afirmar que a UCI e a RFEC actuarom de forma imparcial contra o desportista galego.

Mosquera oferescia semana passada umha rolda de imprensa em Teu na que afirmava suspeitas de que lhe “figeram a cama a nível político” para que o seu caso por suposta dopagem fora adiante e que rematou cumha condena de dous anos. Também denunciou um “agravo comparativo respeito a outros casos” como o de Alberto Contador, o qual foi apoiado a nível político e institucional, advogando pola sua presunçom de inocência e que rematou com a sua absoluçom.

Desde Siareir@s Galeg@s vemos este tipo de actuaçons como um ataque directo ao desporto galego, polo que exigimos justiça e transparência com o caso de Ezequiel Mosquera. Cremos que a presunçom de inocência é um dereito que a miúdo se vê assovalhado polos prejuízos e interesses políticos das instituçons e que este foi um desses casos nos que tanto organismos como meios de comunicaçom afundirom a carreira dum desportista antes de demonstrar ou nom a sua relaçom com o consumo de substâncias ilegais. Também esigimos que no caso de emitir esta ou qualquer sançom seja de forma clara, demonstrando a verdadeira culpabilidade do desportista e nom baixo o escurantismo que se deu com Mosquera.

Siareir@s Galeg@s apoia um desporto limpo, e condena tanto o jogo sucio como os ataques que desde organismos de poder cara o desporto galego com simples intençons políticas. É por isto que nom deixamos de exigir verdadeira justiça e imparcialidade com Ezequiel Mosquera e com todos os casos deste tipo que poderam dar-se.

ÁNIMO EZEQUIEL!

This entry was posted in Comunicados. Bookmark the permalink.