Boicote institucional e chamamento à sociedade galega

A uns dias da celebraçom do jogo Galiza-Palestina, temos que deixar claras algumhas das cousas que estam a acontecer.

A Federaçom Galega de Futebol está fazendo um grande esforço para que nengum jogador acuda à nossa convocatória. Estes dias temos recebido todo tipo de negativas que comentamos a seguir: escuitamos por parte de presidentes de clubes frases como “nom sabedes onde vos estades metendo”, jogadores que nos sinalam sem muita convicçom que estam enfermos (a umha semana do partido), outros que depois da sua confirmaçom para acudir, retiram-se por pressões da directiva, equipas de futebol feminino que nos comentam as chamadas recebidas desde a própria federaçom, asociações de desportistas galegas que sinalam que acudir ao partido é um acto de enfrontamento com a Junta, alguns jogadores que vam a asistir e que nos pidem que nom publiquemos a convocatória para evitar pressões de última hora e muitas, muitissimas mais cousas que poderiamos relatar. Está sendo tal o boicote, que chega até clubes de terceira divissom. É este o trabalho que tem que fazer umha federaçom de futebol?

Também temos que sinalar a ocultaçom mediática ante a que nos atopamos. Depois de enviar o nosso programa, de chamar directamente ao médios de comunicaçom e de solicitar colaboraçom na difussom a determinadas organizações, comprobamos como a política a seguir na imprensa institucional, incluso algumha que o ano passado publicitou bastante as nossas actividades, limita-se a ocultar os actos a celebrar o dia 26. Será mais importante para @s galeg@s a destituiçom do adestrador do Inter de Milan ou a derrota dos Raptors que a nossa selecçom?

Ante todo isto só nos queda fazer um chamamento directo a todo o povo galego para que acuda ao partido da nossa selecçom este domingo em Ourense, contribuindo a umha jornada de unidade baixo a mesma equipa e a mesma bandeira. Junt@s faremos umha demonstraçom de orgulho ante as manipulações dos políticos e a covardia de alguns dirigentes desportivos. Nós nom temos um Wikileaks que nos mostre directamente todas as manipulações do poder que estamos a sofrer, mais aseguramos que isto que estamos contando está a suceder a dia de hoje no nosso país.

Esperamos que a selecçom galega siga sendo um ponto de encontro e que tod@s @s galeg@s desfrutemos de um gram dia de festa.

O 26 de Dezembro, Galiza jogará em Ourense e nós estaremos alí para vê-lo.

UMHA NAÇOM, UMHA SELECÇOM!

This entry was posted in Comunicados. Bookmark the permalink.